24 de janeiro de 2010

Vila Real 2-0 Boticas
Divisão Honra AFVR - 17ª Jornada

Adeptos queriam mais.

O jogo avizinhava-se fácil para as hostes de Vila Real, um dado motivado pela diferença pontual que separavam os vila-realenses do Boticas, primeiro e último classificado, respectivamente. Mesmo assim, a turma de Marco Bernardes deu uma boa réplica aos locais, sem que, contudo, evitasse a derrota.

Carlos Felisberto, mais desfalcado com a recente saída de Norberto, fazia alinhar Miguel e Mica para o eixo da defesa, em detrimento do capitão Ernesto e o veterano Fredy. Mexidas habituais numa equipa onde “não há lugares cativos”.

O Vila Real entrou bastante ofensivo, com algumas oportunidades dignas de registo mas prontamente travadas pelos forasteiros. Mesmo assim, O Boticas não impediu o primeiro tento da partida, para os locais, logo aos 5 minutos. Mica faz subir André Azevedo pela ala esquerda, este enfia a bola no centro da área e Luís Alves encostou, sem oposição de David.

Adivinhava-se uma goleada mas, surpreendentemente, não se vislumbraram mais golos na primeira parte, muito por mérito do Boticas que, para além de se mostrar bastante coeso na retaguarda, conseguiu, em contra-ataque, causar alguns calafrios à defensiva vila-realense.

No segundo tempo era imperativo dilatar a vantagem do SC Vila Real, a fim de evitar alguns “acidentes” de percurso. Por isso, esperava-se mais dos pupilos de Felisberto no reatar da partida.

As tentativas foram muitas mas o golo do descanso tardava a chegar. Moura entrava entretanto, para a saída de Luís Alves (bastante apagado após o golo), para fazer mais pressão junto da baliza do guardião David. Todavia, após muitas oportunidades falhadas, eis que o jovem André Azevedo (quem haveria de ser) faz o segundo do encontro e sossega a plateia. Bessa foge pela direita, centra para Moura que falha o primeiro remate e Azevedo, em cima do lance, faz a emenda e dilata o marcador.

O resultado estava feito, 2-0 para o Vila Real, num jogo que apenas pecou pelo escasso número de golos. Boa marca deixada pela equipa de arbitragem que, curiosamente, pertencem ao mesmo agregado familiar.

Ficha de jogo:

Árbitro: José Santos
Auxiliares: Mariana Almeida e Vítor Almeida

Vila Real: Pedro, Bessa, Francis, Miguel, Mica, Diogo, Lisboa, Castanha (Mico, 70’), Luís Alves (Moura, 60’), Shuster (Henrique, 78’) e André Azevedo
Treinador: Carlos Felisberto

Boticas: David, Zé Bessa, Patrick, Luizinho, Adérito (Paulo, 75’), Luís Carvalho (Humberto, 85’), Ambrósio, Buba, Guimas (Shoio, 60’), Marinheiro, Tribi
Treinador: Marco Bernardes

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Luís Alves (5’) e André Azevedo (79’)

Texto e foto: FR
www.noticiasdevilareal.com

15 comentários:

highlanders 1920 disse...

Mais uma grande vitória do S.C.V.R. grande jogo de Mica, Dioguinho e Luis Alves.
ONE STEP BEYOND...
highlanders1920.blogspot.com

24 de janeiro de 2010 às 23:27
Anónimo disse...

Sim uma grande vitória!Mas não me venham com cantigas...O Sr.Carlos Felisberto anda com invenções é só voltar a trás e ver.Não dá para perceber como é que os JOGADORES:ERNESTO;MIKO;FREDY vão ao banco.Pois fui ver os jogos do BILA e por favor TENHAM OLHOS NA CARA.
FORÇA BILA....

25 de janeiro de 2010 às 14:13
Anónimo disse...

É fácil de xplicar como esses jogadores vao ao banco... simplesmente não há lugares cativos na euipa, o que é um bom sinal pois demonstra a qualidade de todos os jogadores do plantel!! O Sr. Carlos Felisberto tem as suas opções e até agora ninguem lhe pode cobrar nada, afinal de contas ele só sabe ganhar, quer jogue A,B ou C!! De Salientar que só grandes treinadores com grandes atletas podem fazer algo fantástico como o Sr. Felisberto está fazer. Desde já os meus parabens a todos os jogadores e equipa técnica pelo excelente trabalho realizado até a data!!
Forca Bila!!!

Ass: Fa Nº1...........

25 de janeiro de 2010 às 16:42
Anónimo disse...

concordo com este ultimo comentario, o Felizberto so sabe ganhar, e cuidado com estes miudos, têm muita qualidade, e que podem levar o vila real para a frente. era disto q precisavamos.

25 de janeiro de 2010 às 18:06
Anónimo disse...

Jogadores como Ernesto e Fredy já tiveram o seu tempo ,por isso deixem jogar os jovens porque o futuro esta neles, se o felisberto aposta neles lá tem as suas razões ,os velhinhos que me desculpem mas tudo acaba.

25 de janeiro de 2010 às 23:17
w201 disse...

coitado do ernesto com 26/27 anos já é velho...
o fredy já passou os 30 mas ainda é um execelente jogador...

se estes sao velhos que dizer do francis (que esta em grande forma)com 36/37 (penso eu) e do norberto com 38 que apenas se retirou devido a compromissos profissionais...

nao quero com esta opiniao retirar merito ao miguel nem ao mica pois tambem sao bons valores...

abraçºs

26 de janeiro de 2010 às 11:32
Anónimo disse...

mica e miguel alem de bons valores ja são uma certeza, como leandro, cenoura e diogo

26 de janeiro de 2010 às 13:31
JA disse...

Meus amigos Velhos são os trapos...
Estes jogadores trabalham durante toda a semana para jogarem, e o mister é que faz as escolhas...
Independentemente de quem joga, bonito é sentir o BOM AMBIENTE que paira neste balneario.
E como exemplo disso é o relacionamento que os jogadores têm entre eles. O Freddy é um PAI para os mais novos e ajuda-os muito para que eles se sintam confiantes nas suas capacidades.
Um verdadeiro LIDER dentro do Balneario e um exemplo que os mais novos devem seguir

26 de janeiro de 2010 às 14:25
highlanders 1920 disse...

JA concordo plenamente ctg, alias tanto o nuno freddy como ernesto são uns homens da casa, apesar do freddy ser dos mais velhos do plantel acredito muito que ele ajude os mais novos e n so e um dos nossos

26 de janeiro de 2010 às 19:55
Anónimo disse...

Só quem nao conhece o Carlos Felisberto, pode por em causa o seu profissionalismo, ele sabe e bem gerir o plantel e vai concretizar os objectivos.

26 de janeiro de 2010 às 22:27
w201 disse...

menos mal... ainda bem que aparece alguem que pensa como eu...
que tanto o ernesto como o fredy sao excelentes jogadores (e sao da casa) e que muito ajudam os mais novos...

abrçºs

27 de janeiro de 2010 às 11:21
Anónimo disse...

Desta feita não foi preciso o jogo chegar aos 100 minutos...

27 de janeiro de 2010 às 13:29
Anónimo disse...

Felisberto só teve mal em dispensar António.
É um jovem com margem de progressão, merecia mais tempo para se afirmar.

Com tempo jovens como o antónio , o andre azevedo,e henrique seriam temidos como uma frente de ataque muito forte.

É a única coisa que podemos apontar ao mister.

27 de janeiro de 2010 às 22:58
FR disse...

Só para esclarecer... O Ernesto tem 25 anos, nascido em 1984. A sua saída foi por opção, como o Felisberto diz e muito bem "aqui não ha lugares cativos", quem não está em forma fica no banco. O que se verificou no jogo com a saída de Shuster aos 70 e tal min.

Miguel e Mica corresponderam às espectativas, são grandes centrais e nesse aspectos o Bila está servido. tem 4 bons centrais e irão rodar ao longo do campeonato...

Cumps

28 de janeiro de 2010 às 10:27
w201 disse...

o antonio é um excelente jogador mas precisa de jogar com mais assiduidade para adquirir mais experiencia e tambem precisa de se esforçar mais quando nao tem a bola, precisa de ser mais agressivo, nao é so jogar com ela no pé...
e isto já lhe disse pessoalmente

tive pena que ele saisse mas foi o melhor para ele visto que nao estava a jogar...
acredito que ele vai dar a volta por cima e regressar ao bila em grande...

28 de janeiro de 2010 às 11:32